09/09/2021 às 11:41

2020eu46

350
1min de leitura

Nem Frank Zappa nem Jackson do Pandeiro como disse Zeca Baleiro pra melhor se "anunciá". Eu estou no carvão e não, no giz, na tela e na mão. Sou tinta e pixel, sou palavra sussurrada ou grito míssil. Eu me interesso pela forma e de que forma a forma se dá.

Palavra dita na boca do analfabeto com legenda automática escrita. Palavra concreta e armada travestida de poesia. Recomeço todos dias. Nas segundas mais. Fracasso às sextas. Assim me vou. Apostando tudo em toda mão. Eu vivo como sonhei e escolhi. Hoje, agora, como der. Sem cômoda. Incômodos. Em silêncio. Criado mudo.#2020eu46 -

09 Set 2021

2020eu46

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL